/ Diário de Gravidez

15Set 2017

Diário de Gravidez: Remédios, posso tomar?

Postado por às em Diário de Gravidez

Antes de começar o assunto do post queria dizer que minha filha já nasceu! Tinha dois posts antigos (esse e mais um sobre parto) que eu não tinha postado porque o final da gestação foi terrível, mas vou postar os dois da mesma forma.

Uma das coisas que mais me apavoravam antes de engravidar era a dúvida de quais remédios poderia tomar e SE poderia tomar alguns. Eu tenho enxaqueca forte, rinite, sinusite, líquen nítido e as crises, muito fortes, me abatiam muito e, várias vezes me levaram ao hospital porque remédios não funcionavam. 

Quando fiquei grávida, peguei TODOS os meus remédios e levei pra minha Ginecologista. E acho que foi a decisão mais acertada que eu fiz. Mesmo sem crises eu perguntei antes o que eu poderia e o que não era permitido.  Até sobre gripe eu perguntei. 

Eu acredito que a auto medicação é um problema grave e a gravidez aumenta essa preocupação porque um simples remédio pode dar uma complicação inesperada. E falar abertamente com o obstetra que está acompanhando sua gravidez, é o mais certo. E o que eu fiz foi prevenção. Não quis esperar as crises pra ficar louca atrás de médico. Foi uma decisão certa pra mim e um ponto positivo na gestação. 

22Mar 2017

Diário de gravidez: Meu corpo, pele, unhas, cabelos

Postado por às em Diário de Gravidez

Depois de grávida tudo mudou e hoje venho contar como estão a meu corpo, minha pele, unhas e cabelos.

Como disse no início do diário de gravidez, quero ser bem sincera no que estou dizendo e não querendo ditar regras – cada um sabe de si. Então, vamos ao post.

Uma das mudanças mais drásticas que senti, claro, foi o meu corpo. Desde a adolescência, nunca fui magrinha, mas estive feliz com meu corpo. Demorei a aparecer a “barriga de grávida” e embora tenha demorado a aparecer, o ganho de peso e o aumento da barriga, me afetaram muito. Sei que o momento de ser mãe é lindo e único, a sensação de sentir o bebê mexendo na barriga é maravilhosa, mas a gente se sente pra baixo com as mudanças que não são poucas. Eu ainda uso as minhas roupas, e pra não falar que não comprei nada, comprei uma calça jeans de gestante e uma bata. Eu quero deixar pra comprar, se precisar, quando a minha barriga estiver grande e nenhuma das minhas roupas estiver me cabendo mais.

Li alguns diários de gravidez e senti que algumas meninas sentiram a mesma coisa. Não reclamo do fato de ser mãe, nunca! E também sabia, claro, do ganho de peso. Mas poucas mães foram claras ao falar de como se sentiam com as mudanças no corpo.

Minha pele do rosto e costas foi um outro ponto a destacar. Eu sofria com espinhas há até pouco tempo, mas fiz um tratamento com ácidos e antibióticos e meus problemas estavam controlados, mas com a gravidez, tudo voltou! Meu rosto está com bastante espinhas no queixo e perto das orelhas. Nas costas também voltaram algumas espinhas e no colo também apareceram algumas. Eu não estou usando nada, somente limpando a pele com demaquilante e passando tônico. Ainda estou esperando a próxima consulta pra levar o creme e o sabonete que eu uso para a minha médica avaliar se posso ou não usá-los.

Minhas unhas estão mais fracas que o normal, descamando um pouco. Mas nada fora do comum. Já meus cabelos, não vi diferença nenhuma entre cair mais ou menos… a única coisa que não ajuda na auto-estima é que progressivas e colorações estão proibidas. Isso é uma coisa que me incomoda muito… afinal, meu corpo está mudando muito e nem meu cabelo ajuda. Eu já tinha muitos cabelos brancos e tinha que retocar todo mês. E a progressiva também, era uma ajuda e tanto na hora de arrumar os cabelos: ficava mais fácil secar e não precisava de prancha. Pra isso, eu arrumei uma alternativa: comprei uma prancha melhor e em breve faço post mostrando as que eu uso.

Como disse antes, não me deixa menos feliz por estar grávida e nem culpo minha filha por isso. Só estou relatando como estou me sentindo e lendo vários diários, percebi que muitas diziam o mesmo que eu.
15Mar 2017

Diário de Gravidez: Aplicativos que valem (ou não) a pena

Postado por às em Aplicativos, Diário de Gravidez


É a minha primeira gestação e eu sou daquelas que enchem a médica de perguntas. Até a médica das ultrassonografias eu fico perguntando tudo. E num mundo online como o de hoje, existe uma variedade enorme de aplicativos para grávidas. Alguns, muito bons, outros nem tanto, mas eu sempre tiro as dúvidas que eu leio nos aplicativos com as médicas, então, por enquanto, ok.

Baixei esse aplicativo por indicação de uma amiga e eu me apaixonei. Tem muito conteúdo diariamente e sempre com dicas legais, até de receitas. Claro que algumas observações eu anotei e tirei dúvidas com a minha médica mas sempre tem dicas pontuais. O mais interessante do app é que toda semana, ele dá um exemplo palpável do tamanho/peso do bebê. É um aplicativo que me ajuda muito a desestressar e passar o tempo.

Quando ouvi falar em um aplicativo que desse pra ouvir o coração do bebê, quase surtei. Procurei e baixei na hora! Mas foi só decepção. Não consegui ouvir nada, nem o meu próprio coração, nem o do meu marido, então achei meio furada. Perguntei pra médica da ultrassonografia se ela já havia ouvido falar e sabia se funcionava ou não… ela começou a rir na hora e disse que era pra eu desinstalar e parar de bobagem.