29Jan 2015

CABELOS: Porque você NUNCA deve usar violeta genciana nos cabelos

Postado por às em Cabelos

Eu sou morena mas queria as pontas do meu cabelo mais claras. O que acontece é que é muito difícil, para o meu tom de cabelo, deixar o cabelo claro sem ficar amarelado ou laranja. E pra deixar do jeito que eu queria eu procurava na Internet qualquer coisa que deixasse meu cabelo do jeito que eu queria – mesmo a cabeleireira falando que não era pra eu fazer isso!

Bom… meu cabelo estava muito alaranjado depois de fazer progressiva e eu queria consertar ele. Comecei a procurar em blogs e em canais do Youtube o que as loiras faziam para matizar. E então eu comecei a achar MUITA gente que usava violeta genciana para matizar.

Para quem não sabe, aqui segue a descrição da Wikipédia:

Violeta de genciana é um conhecido agente antisséptico e antimicótico, corante primário usado no processo de coloração de Gram, e talvez o mais importante agente identificador de bactérias em uso na atualidade, e é também usado em hospitais para o tratamento de queimaduras sérias e outras lesões da pele e gengivas. Normalmente preparado como uma solução diluída (aprox. 1%) em água, é usada pincelada sobre a pele ou gengivas para o tratamento ou prevenção de micoses.

 

O que acontece que a base da violeta Genciana é o álcool e isso colocado no cabelo resseca MUITO, muito MESMO!

E o motivo principal de ter feito o post é que hoje, se você colocar no google “violeta genciana”, na primeira página, de 9 resultados, 7 são indicando o uso para matizar os cabelos, a maioria sem nenhuma advertência sobre o uso.

Eu cheguei a ler sobre isso, mas eu não dei muita bola, afinal eu queria era matizar o cabelo depois eu me preocuparia em hidratá-lo. Quando comentei com uma amiga loira que trabalhava comigo, ela me disse que usava também e que era ótimo.

E assim eu fiz, comprei na farmácia um vidrinho por R$2,00 e coloquei um pouco em uma máscara roxa da Salon Line que eu usava. Como deu resultado logo na primeira vez, coloquei no shampoo também! Eu sei… estava louca, mas só iria descobrir 2 meses depois.

Normalmente meu cabelo era oleoso, mas como sempre faço progressiva e tinha feito mechas e californianas ele estava com a oleosidade controlada e estava “normal”. Eu hidratava de 15 em 15 dias e só! Mas quando comecei a usar a violeta genciana, percebi que ele foi ficando ressecado e a cada vez que eu lavava, ficava mais ainda. E não adiantava eu passar nada porque parecia que ele ficava impenetrável, duro, quebradiço e elástico.

Mesmo assim, demorei 2 meses para parar de usar e hoje, tem 03 meses que eu não uso mais e meu cabelo ainda não melhorou! Depois disso, já precisei retocar a progressiva, mas não tive como fazer nas pontas porque elas estavam MUITO fragilizadas. Eu não conseguia dormir e acordar com o cabelo normal; quando eu acordava, as pontas estavam esgaçadas e mais ressecadas ainda (acredito que seja por causa do atrito com o travesseiro, ou sei lá) e não tinha condições de sair com o cabelo assim. Aí eu lavava os cabelos de novo, de manhã para conseguir ir trabalhar.

Por causa dessa aventura, estou fazendo um cronograma capilar, cauterização de 21 em 21 dias, não fiz mais progressiva nem qualquer coloração nas pontas e ele vem melhorando aos poucos.

 

NÃO RECOMENDO NINGUÉM USAR VIOLETA GENCIANA NOS CABELOS, EM HIPÓTESE ALGUMA, principalmente se seus fios tiverem química como os meus tinham! Eu deixei de ter um cabelo normal, mesmo com química, para ter um cabelo super detonado e que hoje, me custa um dinheiro a mais do que eu estava acostumada a gastar. Cada um sabe o que faz com seu cabelo, mas eu acho que tem que olhar os dois lados!

Tem vários produtos no mercado que matizam o cabelo de forma gradual e saudável. E na dúvida, procure um profissional porque ele vai analisar seu fio e saber qual o melhor procedimento para você!